TECNOLOGIA

O obtain: cidades sensoriais e colheitas de carbono

O obtain: cidades sensoriais e colheitas de carbono

[ad_1]

Esta é a edição de hoje do A transferência, nosso boletim informativo diário que fornece uma dose diária do que está acontecendo no mundo da tecnologia.



Por que sons e cheiros são tão vitais para as cidades quanto os pontos turísticos

Quando David Howes pensa em sua cidade natal de Montreal, ele pensa nos heaps harmoniosos dos sinos dos carrilhões e no cheiro dos bagels sendo cozidos em fogos de madeira. Mas quando ele parou em seu escritório de turismo native para perguntar onde eles recomendam que os visitantes vão para cheirar, provar e ouvir a cidade, ele apenas recebeu olhares vazios.

“Eles só sabem sobre coisas para ver, não sobre outras atrações sensoriais da cidade, suas marcas sonoras e olfativas”, diz Howes, diretor do Centro de Estudos Sensoriais da Universidade Concordia, um centro para o campo em crescimento, muitas vezes chamado de “urbanismo sensorial”.

Em todo o mundo, pesquisadores como Howes estão investigando como a informação não visible outline o caráter de uma cidade e afeta sua habitabilidade. Usando métodos que variam de trilhas sonoras de baixa tecnologia e mapas de cheiros a coleta de dados, wearables e realidade digital, eles estão lutando contra o que veem como um viés visible limitante no planejamento urbano. Leia a história completa.

—Jennifer Hattam

Esses cientistas querem capturar mais carbono com culturas CRISPR

As notícias: As plantas são as fábricas originais de captura de carbono – e um novo programa de pesquisa visa torná-las mais eficazes usando a edição genética. O Leading edge Genomics Institute, um grupo de pesquisa fundado pela co-inventora do CRISPR, Jennifer Doudna, anunciou um novo programa para usar a revolucionária ferramenta de edição de genes em culturas agrícolas para aumentar sua aptidão para o armazenamento de carbono.

Como funcionaria: Um dos principais objetivos será ajustar a fotossíntese para que as plantas possam crescer mais rapidamente. Ao alterar as enzimas envolvidas, os pesquisadores podem eliminar reações colaterais que consomem energia, incluindo algumas que liberam dióxido de carbono. Os pesquisadores também esperam encontrar maneiras de armazenar mais carbono no solo, por exemplo, incentivando sistemas radiculares maiores e mais profundos.

Imagem maior: Será um desafio significativo fazer com que essas técnicas funcionem, mas a pesquisa faz parte de um esforço crescente dos cientistas para encontrar maneiras de aspirar o dióxido de carbono já existente na atmosfera para retardar as mudanças climáticas. Leia a história completa.

—Casey Crownhart

As leituras obrigatórias

Vasculhei a web para encontrar as histórias mais divertidas/importantes/assustadoras/fascinantes de hoje sobre tecnologia.

1 O mercado de criptomoedas está em queda livre
Com quantias colossais de dinheiro em jogo, a volatilidade da criptomoeda agora parece menos emocionante e mais preocupante. (Revista de Nova York)
+ O preço do Bitcoin caiu para o menor nível em 18 meses. (Bloomberg $)
+ Até os investidores mais otimistas estão surtando. (Placa-mãe)
+ As empresas de criptografia também estão fazendo grandes demissões. (A Beira)
+ El Salvador perdeu cerca de metade de seu investimento em Bitcoin. (Mashable)
+ Não há problema em optar por não participar da revolução criptográfica. (Revisão de Tecnologia do MIT)

2 Large Tech concordou em divulgar mais sobre desinformação
Em uma base de país por país, algo que as empresas de tecnologia resistiram anteriormente. (FT $)
+ A UE está ameaçando multá-los por não lidar com deepfakes. (Reuters)

3 O que estudar derrames nos ensina sobre o vício
Uma rede neural específica no cérebro pode ser a chave para parar de fumar. (NYT $)

4 A longa luta para obter vídeos ilegais e não consensuais colocados offline
Os sobreviventes lutaram para remover as imagens do Pornhub. (Nova iorquino $)
+ A pornografia deepfake está arruinando a vida das mulheres. (Revisão de Tecnologia do MIT)

5 A SpaceX obteve aprovação para lançar seu foguete Starship do Texas 🚀
Mas tem que cumprir medidas rigorosas para proteger o meio ambiente. (WP $)
+ Esta estrela recém-nascida tem um irmão. (Física)
+ Nossos mapas da By means of Láctea acabaram de receber uma grande atualização. (Natureza)

6 funcionários da Índia são grandes fãs de reconhecimento facial
Os defensores da privacidade discordam das alegações da polícia de que ela está sendo usada apenas para vigiar criminosos. (Placa-mãe)
+ Veja como impedir que a IA reconheça seu rosto em selfies. (Revisão de Tecnologia do MIT)

7 Precisamos mudar a forma como alertamos os banhistas sobre as correntes mortais
Os sinais de alerta estáticos não estão funcionando. Sistemas que avisam sobre mudanças nas condições podem. (Revista Hakai)
+ Há um movimento international dedicado a aumentar a conscientização sobre as correntes de retorno. (O guardião)

8 As pessoas estão cada vez mais com medo de serem canceladas
Os psiquiatras se perguntam se é uma nova manifestação do TOC centrada no medo da ruína social. (Ardósia)

9 designs de carros elétricos estão ficando mais criativos
Enquanto alguns estão se tornando mais luxuosos, outros acomodam apenas dois passageiros. (O guardião)
+ Esta startup quer embalar mais energia em baterias de veículos elétricos. (Revisão de Tecnologia do MIT)

10 Qual é o sentido de beber álcool no metaverso? 🥃
As marcas de bebidas estão construindo bares virtuais, mas não há uma gota para beber. (WSJ $)

Citação do dia

“As pessoas mais velhas acessam a web para algumas coisas. Para a geração mais jovem, a web é ‘as coisas’”.

— Payton Iheme, chefe de políticas públicas do aplicativo de namoro Bumble, explica ao New York Instances como as diferentes gerações usam a tecnologia e o que isso significa para os riscos potenciais.

A grande história

Lunik: Por dentro do plano audacioso da CIA para roubar um satélite soviético

Janeiro de 2021

No ultimate de outubro de 1959, um espião mexicano chamado Eduardo Diaz Silveti se infiltrou na Embaixada dos Estados Unidos na Cidade do México. Alto e falante, com o cabelo penteado para trás, Silveti, 30 anos, havia aprendido espionagem na polícia secreta do México. Durante a Guerra Fria, a capital foi tão invadida por espiões comunistas que a CIA contou com a ajuda dos serviços secretos mexicanos em sua luta contra a União Soviética.

Winston Scott, 49, foi o primeiro secretário da Embaixada dos EUA. Esse generation o disfarce dele; ele também generation o espião mais reverenciado da CIA na América Latina. Segredos eram uma moeda de troca para o grisalho do Alabama: ele havia chegado à Cidade do México em 1956 e transformou a estação da CIA em uma das operações de contra-espionagem mais bem-sucedidas do mundo.

Ele havia chamado Silveti ao seu escritório, segundo o mexicano, para lhe oferecer uma missão ultra-secreta que generation “tremendamente necessária para os Estados Unidos”. Se eles errassem, Scott alertou que “a Terceira Guerra Mundial poderia começar”. Eles iam armar um plano para roubar um satélite soviético por algumas horas para que especialistas americanos pudessem estudá-lo. Leia a história completa.

—Jeff Maysh

Ainda podemos ter coisas boas

Um lugar de conforto, diversão e distração nesses tempos estranhos. (Tem alguma ideia?Deixe-me uma linhaoutweet-los para mim.)

+ Esta ruminação sobre 40 anos de ET é instigante.
+ Ame ou odeie, o textura de alimentos saltitantes é muito divertido (obrigado Charlotte!)
+ Uma excelente piada para todos os alimentadores de felinos lá fora.
+ Um conto animador de como apicultura está ajudando pacientes psiquiátricos na Grécia.
+ Isso foto da paisagem de Marte tirada por Perseverance é incrível.

.

[ad_2]

Fonte da Notícia: www.technologyreview.com

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo