GAMES

Sabre Interactive arquiva ação de difamação, em meio a disputa felony da Spintires

Sabre Interactive arquiva ação de difamação, em meio a disputa felony da Spintires

[ad_1]

Os direitos do Steam atingiu Spintires – assim como o destino de milhões de dólares em receita para as sequências derivadas Mudrunner e Snowrunner – são o foco de várias reivindicações legais importantes entre a Saber Interactive e a editora unique do jogo Oovee, a Eurogamer pode revelar.



A briga cada vez mais acirrada entre as duas empresas aumentou significativamente na semana passada com a emissão de um comunicado de imprensa por um escritório de advocacia associado à Oovee contendo inúmeras reivindicações direcionadas ao Sabre e o breve retorno da Spintires ao Steam, apesar de sua exclusão anterior na sequência de outro desafio jurídico.

A Sabre posteriormente apresentou uma reclamação de difamação em relação às alegações de Oovee, a Eurogamer também pode revelar, enquanto a página Steam da Spintires agora está de volta offline, aguardando vários desafios da DMCA.

Os Spintires originais.

Faz oito anos desde que o simulador de condução off-road indie Spintires foi lançado originalmente no Steam. Uma vitrine técnica áspera, foi o projeto de estimação e ideia de Pavel Zagrebelnyy, um talentoso programador russo que trabalhou na Saber e que ainda trabalha lá até hoje. Durante a produção de Spintires, foi Pavel quem fez um acordo com a Oovee, uma empresa que queria começar a publicar jogos com sede em Norfolk, Reino Unido.

Spintires foi um grande sucesso que rendeu à Oovee milhões em vendas, embora posteriormente tenham surgido questões sobre quanto Pavel havia sido pago. A Saber, enquanto isso, trabalhou em versões de console do jogo e, com a ajuda de Pavel, lançou duas sequências bem recebidas – Mudrunner e Snowrunner – que ajudaram a aumentar a base de fãs já dedicada da série.

Parte disso foi discutido na investigação anterior da Eurogamer sobre os antecedentes de Spintires, que detalhou o relacionamento conturbado entre Oovee e Pavel em 2016. Na época, havia reclamações de ambos os lados que alegavam falta de pagamento e progresso feito no trabalho atrasado . Pelo bem do jogo, e aparentemente pelo bem da sanidade de todos, os dois lados pareciam fazer as pazes e continuar com as coisas por algum pace – até 2018, quando tudo começou a desmoronar mais uma vez.

Desde então, a essential reclamação entre as duas empresas parece girar em torno de um acordo de agosto de 2016 no qual os direitos de Spintires foram resolvidos como propriedade da Oovee, com o Sabre capaz de fazer “melhorias e aprimoramentos” sob licença. Falando ao Eurogamer, Oovee listou essas melhorias e aprimoramentos, incluindo as duas sequências completas do jogo, Mudrunner e Snowrunner, que a Sabre desenvolveu e lançou posteriormente e que já vendeu vários milhões de cópias.

Mudrunner, a continuação do Saber para Spintires.

Por causa desse acordo, Oovee diz que agora é devido 25 por cento dos royalties de ambos os jogos – no valor de dezenas de milhões de dólares. A Sabre, entretanto, alegou que este acordo não muda o fato de que Spintires foi originalmente desenvolvido por Pavel, um funcionário da Sabre, usando o próprio código da Sabre.

Mas as batalhas legais entre as empresas vão muito além, para disputas sobre qual empresa detém os direitos de projetos de tratores russos individuais incluídos no jogo, qual empresa possui a música tema Spintires e qual empresa possui todos os tipos de marcas registradas para Spintires e vários potenciais relacionados spin-offs. E ainda parece haver um ponto de interrogação em torno de quanto Pavel foi pago. Falando ao Eurogamer, Saber sugeriu que o codificador havia recebido apenas menos da metade do que ele, o único criador de Spintires, originalmente devia.

Dos quatro principais funcionários da Oovee em 2016, com quem conversei no relatório anterior da Eurogamer, apenas o fundador Zane Saxton permanece. Quando abordado para uma entrevista na semana passada, falei com o novo CEO da empresa, Devin Milsom, um amigo próximo de Saxton. Não houve menção aos detalhes em torno da saída de seus ex-associados.

“Perdemos milhões além de gastar milhões com Spintires caindo”, disse-me Milsom. “Zane teve que vender sua casa, seus carros, ecu tive que investir ativos para manter Oovee vivo.”

As empresas anteriores de Milson incluem o Crypto Traders Membership e o Rising Markets Funding Membership, que agora estão listados como dissolvidos. On-line, Milsom tem outros interesses comerciais, como um canal no YouTube onde aconselha onde comprar e vender barras de ouro e prata. Ele também é o autor de 21 Crypto Secrets and techniques: That Grew to become 4 Figures Into 6 Figures In Much less Than 12 Months, que está disponível na Amazon.

Snowrunner, a continuação de Sabre para Mudrunner.

A Oovee está sendo auxiliada em seus negócios jurídicos pela Augusta Ventures, uma empresa que “reduz o risco financeiro financiando reclamantes e disputas em todo o mundo” e está “conectada globalmente a partir de três grandes escritórios em Londres, Sydney e Toronto”, de acordo com seu web site. Ele afirma ter fornecido £ 585 milhões de capital aos reclamantes até o momento, financiando 252 reivindicações – sugerindo uma média de £ 2,3 milhões por reivindicação – com uma taxa de sucesso de 66% e interesse em assumir “casos do tipo Davi e Golias”.

Nos anos desde o lançamento do Spintires, o Sabre de fato cresceu significativamente. Desenvolvedor de TimeShift, Inversion e parceiro frequente da Microsoft em vários projetos de Halo, trabalhou posteriormente em dezenas de outros títulos com uma ampla variedade de parceiros, incluindo CD Projekt, Crytek, Bethesda e 2K.

Em 2020, foi adquirido pelo enorme Embracer Workforce – agora também proprietário da fabricante de Borderlands Gearbox, além das editoras THQ Nordic e Koch Media – e desde então usou esse dinheiro para iniciar uma expansão mais rápida, com uma enxurrada de novas equipes de desenvolvimento fundadas em todo o mundo. Europa e EUA, além da aquisição da desenvolvedora Metro 4A Video games, da fabricante de jogos de pinball Zen Studios e da proprietária da Duke Nukem, a three-D Nation-states.

Enquanto isso, Oovee não publicou outro jogo desde Spintires, e o sim continua sendo o único lançamento da empresa além de um punhado de DLC Spintires.

“Embora seja nossa posição nos abstermos de comentar detalhes de assuntos em andamento sujeitos a disputa, diremos que este comunicado de imprensa do Oovee nada mais é do que uma tentativa de usar a opinião pública para forçar um acordo”, disse um porta-voz do Sabre ao Eurogamer. sobre a declaração de Oovee na semana passada.

“Quase todas as linhas do comunicado de imprensa de Oovee contêm uma falsidade ou uma deturpação. A Eurogamer escreveu um artigo perspicaz e informado em 2016 sobre o assunto que descrevia com precisão como Oovee veio a privar Pavel do trabalho de sua vida. Isso deve fornecer todas as evidências de que você precisa tirar conclusões sobre o assunto.”

Resta saber o que acontecerá com a alegação de difamação da Sabre, apresentada aqui no Reino Unido, ou os muitos processos sendo negociados entre as duas empresas ao redor do mundo, ou por quanto pace os apoiadores legais da Oovee continuarão seu financiamento. Enquanto isso, o Mudrunner e o Snowrunners do Sabre permanecem à venda, enquanto o Spintires – mais uma vez – não.



[ad_2]

Fonte da Notícia: www.eurogamer.internet

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo